Blog Clínica Dr. José Cury

Blog Clínica Dr. José Cury

Como me preparar para a minha primeira cirurgia plástica

A cirurgia plástica é uma das maneiras mais comuns que as pessoas usam para resolver problemas estéticos e insatisfações pessoais com o corpo. Por isso, nada mais justo do que conhecer e estar bem preparado para o procedimento.

Decisão tomada, é hora de encarar a sua primeira cirurgia plástica tendo em mente que o caminho da preparação pode levar dias ou meses, até que você esteja pronta e segura.

Levando em consideração que essa é uma escolha significativa para a sua saúde e autoestima, não ignore nenhuma etapa da sua preparação para que o resultado seja o melhor possível.

Quer descobrir como se preparar e obter excelentes resultados? Veja abaixo!

Como me preparar antes da minha primeira cirurgia?

Estar consciente de quais devem ser os cuidados tomados nos dias em que antecedem a cirurgia plástica é essencial para que o paciente esteja seguro da sua decisão.

Quando o paciente segue todas as prescrições médicas é mais fácil obter um resultado satisfatório, além de se evitar possíveis complicações futuras. Não negligencie as orientações do seu médico e respeite até o dia da internação.

Confira alguns cuidados que devem ser aplicados para que ocorra tudo bem antes e durante o procedimento.

1. Escolha um médico cirurgião que seja da sua confiança

A primeira coisa é procurar um profissional capacitado e que tenha licença para realizar o procedimento. Nessas horas, vale muito a pena buscar referências com amigas, parentes e familiares próximos, principalmente, se a pessoa já realizou algum procedimento com o profissional em questão.

Não se deixe enganar caso o médico lhe cobre um valor muito abaixo de mercado e preste bem atenção em que hospital será realizado o procedimento, confira se está bem equipado e se tem suporte necessário para atender demandas cirúrgicas.

2. Siga todas as prescrições recomendadas pelo médico

Considero muito válido que os meus pacientes leiam e busquem conhecer sobre o procedimento cirúrgico pelo qual irão submeter, porém por mais que a internet seja uma boa aliada nesses momentos, ainda assim, é fundamental seguir as orientações repassadas pelo médico, pois foi ele fez sua avaliação, analisou o resultados dos seus exames e entende perfeitamente o que será melhor para o seu corpo.

Sendo assim, o médico cirurgião é o profissional mais indicado para te orientar e planejar a cirurgia. Leve a sério as recomendações dele.

3. Organize seu pós-operatório

Planeje os primeiros dias da cirurgia para descansar e repousar, se necessário, delegue atividades para terceiros, aqui a prioridade é você. Agende a cirurgia com calma e de modo que você não perca eventos importantes.

4. Como se preparar psicologicamente?

É normal que o paciente sinta um pouco de nervosismo ou ansiedade antes de fazer a sua primeira cirurgia plástica.

Por esse motivo, procure ficar tranquila e confiante, isso vai te ajudar a passar pelo procedimento de maneira saudável.

Se estiver com medo converse com o seu médico antes e tire todas as suas dúvidas, ele é a pessoa ideal para te ajudar a resolver os conflitos internos que possam surgir nesse momento.

Procure pessoas que já realizaram o mesmo procedimento que o seu e ouça seus relatos, isso pode fazer toda a diferença e te ajudar a ficar mais confiante.

5. Alimente-se bem

Alguns alimentos podem contribuir significativamente para uma boa recuperação, opte por uma alimentação balanceada e equilibrada.

6. Evite a automedicação

Procure sempre um profissional capacitado para receitar medicação. Elimine por completo esse hábito da sua vida no pós-cirúrgico.

7. Faça um Check-up

Esse tópico é praticamente uma obrigação. É muito importante realizar uma bateria de exames de sangue, cardiológicos, de imagem para que o médico trace um panorama geral do seu estado de saúde e, dessa forma previna possíveis riscos.

8. Pare de fumar

Outro cuidado que não poderia deixar de mencionar é esse. Deixe de fumar, pelo menos, nas duas semanas que antecedem a cirurgia. O cigarro pode dificultar a circulação e prejudicar a oxigenação do sangue. Caso o paciente insista na prática, pode ocorrer trombose, embolia pulmonar ou até necrose.

Agende sua consulta!