Blog Clínica Dr. José Cury

Blog Clínica Dr. José Cury

Conheça tipos de drenagem linfática para fazer após cirurgia plástica

A drenagem linfática é um processo complementar à cirurgia plástica. Ela ajuda a reduzir o inchaço e evita o acúmulo localizado de líquidos e toxinas no organismo que podem se formar durante o período de cicatrização da cirurgia.

O sucesso de uma cirurgia está sujeito a alguns fatores, entre eles, a drenagem linfática no pós-operatório. Dessa forma é essencial incluir a drenagem na rotina de recuperação pós-cirurgia.

Continue a leitura e saiba mais sobre esse procedimento.

O que é e para que serve a drenagem linfática?

É muito comum que depois de passar por uma cirurgia plástica o corpo retenha líquidos, uma vez que o procedimento pode causar lesões no organismo.

A drenagem trata os edemas e possíveis dores que o paciente venha a sentir depois do procedimento. Ela consiste em massagens com movimentos suaves que comprime a região operada e facilita o fluxo dos líquidos, melhora a circulação, desintoxica o organismo e otimiza os resultados.

Quando é indicado fazer drenagem linfática?

Recomendo que seja feita após qualquer cirurgia, e principalmente, nas lipoaspiraçõesabdominoplastiasmamoplastia, prótese de mama, blefaroplastia e lifting.

Quais são os benefícios da drenagem linfática?

Os benefícios são amplos, pois a drenagem proporciona um pós-cirúrgico saudável, por isso as principais vantagens são:

  • ativar o sistema imunológico;
  • desintoxicar o organismo;
  • eliminar os líquidos acumulados;
  • Prevenir e tratar fibrose e aderências cicatriciais;
  • diminuir o inchaço;
  • aumentar a oxigenação dos tecidos;
  • melhorar a circulação sanguínea e linfática;
  • atuar como analgésico e reduzir dores e desconfortos no pós-operatório.

Quanto tempo demora uma sessão de drenagem linfática?

O procedimento varia de acordo com a região do corpo a ser drenado, por exemplo, se a drenagem for realizada na face, ela dura em média 40 minutos, se for em uma região maior, a média é de 1 hora.

Quantas sessões são necessárias?

O número de sessões é determinado pelo médico cirurgião e varia de acordo com a necessidade de cada paciente, levando em consideração que cada indivíduo reage de um modo diferente aos procedimentos aos quais são submetidos.

Normalmente, são indicadas dez sessões que podem ser estendidas a depender do paciente.

Quais as contraindicações na drenagem linfática?

Sabemos que os benefícios são muitos, porém existem alguns casos em que ela é contraindicada, são eles:

  • tuberculose;
  • casos de câncer ou linfomas;
  • infecção;
  • trombose venosa;
  • processos inflamatórios agudos;
  • insuficiência renal, hepática ou aguda;
  • problemas cardiovascular;
  • hipertireoidismo.

Quais os benefícios em beber água antes da massagem linfática?

É um equívoco achar que por estar com retenção de líquido é necessário diminuir o consumo de água ou outras bebidas.

Tomar água antes e após a massagem vai te ajudar a reduzir a retenção de líquido e eliminar as toxinas do organismo.

Sendo assim, continue ingerindo a quantidade ideal de água que o seu organismo necessita diariamente, isso vai contribuir com a sua saúde e o funcionamento do seu sistema linfático.

A drenagem linfática é fundamental no pós-operatório para aliviar a dor, reduzir o inchaço, controlar a formação de fibrose e retornar às atividades diárias com mais rapidez. Essas são apenas algumas vantagens para os pacientes que optam por uma massagem no pós-operatório.